Facebook | Contactos |
Newsletter
Newsletter

“Estigma: Que caminhos?”

“Estigma: Que caminhos?”

No âmbito do programa de Luta contra o Estigma na Doença Mental, a CSSJD-B organizou no dia 23 de janeiro a conferência “Estigma: Que Caminhos?”. Os cerca de 200 convidados viram discutir e lançar para o debate pela voz de conceituados especialistas e de testemunhos de referência, ideias que muito contribuíram para esta luta.

Da conferência fizeram parte 3 painéis, distintos e muito enriquecedores para a discussão desta temática que pretendem, em última instância, combater o preconceito e integrar os portadores de doença mental na sociedade como cidadãos de pleno direito.

Salvador Simó, investigador na Universidade VIC da Catalunha, e orador principal da conferência, trouxe uma interessante reflexão sobre o tema, trazendo vários exemplos do trabalho que está a desenvolver no terreno, abordando a importância dos projetos em contexto comunitário, das comunidades inclusivas, para promover a inclusão das pessoas que apresentam algum tipo de incapacidade nas diferentes áreas ou competências.

A troca de ideias aberta e moderada pela jornalista da SIC Lúcia Gonçalves, agregou os testemunhos e as posturas defendidas pelos vários convidados que compunham o painel: Diogo Valadas, Diretor Técnico da Associação AVC, Sara Sousa, Terapeuta Ocupacional do Hospital S. João, Patrício Ferreira, Psiquiatra da Casa de Saúde S. João de Deus, Alice Roseiro, Irmã Superiora da Casa de Saúde Bom Jesus, José Abreu, Utente da Casa de Saúde S. João de Deus, Ricardo Campos, Psicólogo da Casa de Saúde de S. José e Justina Monteiro, familiar de utente. O debate, aberto às questões do público, foi bastante esclarecedor e revelou-se um contributo importante para mostrar por um lado, a grande evolução nas práticas do tratamento da doença mental e na sua gradual aceitação pela sociedade ao longo dos tempos, e por outro, o caminho que ainda há a percorrer.

O presidente do Instituto S. João de Deus, Ir. Vítor Lameiras e a Vereadora da Educação, Bibliotecas, Ação Social e Saúde Pública da Câmara de Barcelos, presentes nos dois primeiros painéis, reforçaram e enalteceram a importância do trabalho que se têm desenvolvido no Instituto em geral, e na Casa de Saúde em particular, no âmbito da luta contra o estigma na doença mental, tendo sensibilizado os presentes para a importância da sua continuidade.

A gravação do programa “Pensamento Cruzado” com os especialistas Vítor Cotovio e Margarida Cordo teve uma grande participação por parte do público presente, que lançou questões muito interessantes relativamente a toda esta temática.

O espaço da conferência foi valorizado ainda com a exposição “Ser Poeta” e obra “Viver com Esquizofrenia”, à venda no espaço e assinada pelo seu autor Francisco Alves.

yoast seo premium free