Facebook | Contactos |
Newsletter
Newsletter

90 anos da Província Portuguesa – Mensagem do Superior Provincial

90 anos da Província Portuguesa – Mensagem do Superior Provincial

Hoje, dia 01 de Maio, celebramos os 90 anos da constituição canónica da Província Portuguesa da Ordem Hospitaleira de S. João de Deus.

Falemos um pouco de história e recuemos ao longínquo ano de 1926. A Casa de Saúde do Sagrado Coração de Jesus do Telhal, em Sintra, constituía a casa mãe, desde 1893, com uma Comunidade de 33 Irmãos de S. João de Deus que davam assistência a 226 doentes.
Após a consolidação da presença dos Irmãos de S. João de Deus no Funchal, com a abertura da Casa de Saúde S. João de Deus em 1922, e a ereção canónica da Comunidade de Angra do Heroísmo, a 30 de novembro de 1926, os Irmãos portugueses começam a sonhar a independência em relação a Espanha e pedem à Cúria Geral que se possa constituir a Delegação Geral Portuguesa, pedido que foi aceite e formalizado a 18 de dezembro de 1926.

Para que a Delegação Geral pudesse passar a Província era necessário a abertura de mais uma obra assistencial e ainda dar garantias à Cúria Geral da sustentabilidade em recursos económicos e humanos da nova Província, o que os Irmãos portugueses demonstram com a abertura, a 28 de outubro de 1927, da Casa de Saúde S. Rafael, em Angra do Heroísmo e, alguns meses depois, a 04 de janeiro de 1928, da Casa de Saúde S. João de Deus, em Barcelos.

A Província Portuguesa é constituída num momento de grande vitalidade dos Religiosos de S. João de Deus em Portugal, e assim, logo a 31 de julho de 1928, nova fundação acontece na ilha de S. Miguel, com a abertura da Casa de Saúde S. Miguel.

Em 1943, assinada a Concordata e o Acordo Missionário entre o Governo Português e a Santa Sé, os Irmãos portugueses vão em missão para Moçambique, onde se dedicam a assistência e gestão de um Hospital Psiquiátrico e de três Leprosarias e mais tarde fundam o Hospital psiquiátrico S. João de Deus, no Infulene, Maputo, e a Clínica Psiquiátrica de S. Rafael em Nampula.

Para o Brasil seguem em 1947, fundando Casa do Padre, uma hospedaria para sacerdotes inválidos no Rio de Janeiro; mais tarde, em 1952, fundam a Clínica Cirúrgica de S. João de Deus; em 1963, o Hospital S. João de Deus de Divinópolis; e, em 1969, o Lar S. João de Deus de Itaipava, Petrópolis. Em 1981, tendo vendido a Clínica do Rio de Janeiro, fundam, em 1987, em Pirituba, São Paulo, a Casa de Saúde S. João de Deus, dedicada à Saúde Mental, Psiquiatria e Dependências.

A Angola chegam em 1967 presença que se vêm obrigados a deixar em 1975 devido a dificuldades trazidas pela independência do país, com o Hospital Psiquiátrico acabado de construir, mas ainda por inaugurar.

Em Portugal, o crescimento também continuou: em 1950 os Irmãos voltam a estar presentes na terra de nascimento do fundador, Montemor-o-Novo e em 1957 desde Barcelos estendem a sua ação ao Convento de Vilar de Frades, em Areias de Vilar, que se torna em Hospital-granja, contribuindo para os avanços ergoterápicos da época, pela ocupação laboral do Utentes de Barcelos, que para tal demonstrassem capacidade.

Em 1980, inicia-se uma pequena presença em Fátima, que mais tarde funcionará como Escola Apostólica e Aspirantado, hoje Casa de Retiros, acolhimento de peregrinos e formação hospitaleira.

Em 1997 é construído o Edifício Sede da Cúria Provincial em Lisboa, onde passa a funcionar também uma Residência para Idosos, que em 2004 acolhe o primeiro Projeto Piloto da área dos Cuidados Continuados Integrados e hoje é uma Clínica especializada em Reabilitação Física e Cuidados Continuados e Paliativos: a Clínica S. João de Ávila.

Em 2004 os Irmãos portugueses e brasileiros iniciam a Missão de Timor-Leste, em Laclubar, e esta presença consolida-se com a abertura em 2010 do primeiro Centro com Internamento para doentes mentais deste jovem país: o Centro de Apoio à Saúde S. João de Deus.

90 anos de vitalidade histórica que se iniciam no ainda mais longínquo ano de 1890, quando o Pe. Bento Menni (hoje S. Bento Menni) vem a Portugal, para se encontrar com o cardeal patriarca de Lisboa, propondo o regresso dos Irmãos de S. João de Deus a Portugal (extintos em 1834) e inicia a refundação, colocando uma Comunidade de Irmãos a tomar conta do Hospício do Clero, no extinto Convento de Santa Marta. Esta Presença seria efémera, mas permitiria que os Irmãos iniciassem, em 1893, uma outra na Quinta do Telhal, Mem Martins, onde vêm a fundar uma Casa de Saúde dedicada à saúde mental e psiquiatria: a Casa de Saúde do Sagrado Coração de Jesus do Telhal, hoje conhecida como Casa de Saúde do Telhal, a mais antiga da Província e que este ano aniversaria 125 anos de existência. Do Telhal, os Irmãos abriram-se ao País e ao Mundo e se hoje a Província celebra 90 anos, muito temos a agradecer a quem nos precedeu: Irmãos e Colaboradores que ao longo destes 90 anos se entregaram ao carisma da Hospitalidade e conduziram a missão da Ordem em Portugal, Moçambique, Brasil, Angola e Timor-Leste sendo e passando testemunho para os que hoje celebramos, em Ação de Graças, estes 90 anos de Vida da Província, almejando desde já celebrar o centenário com esta mesma vitalidade.

Há pouco mais de dois meses celebrámos o Capitulo Provincial da nossa Província, com o lema “Construir o Futuro da Hospitalidade”. Na abertura do mesmo, D. Joaquim Mendes dizia-nos que “é preciso estar com o Fundador e com os tempos e não nos tempos do Fundador”. Hoje Irmãos e colaboradores somos desafiados a trazer aos tempos em que vivemos o carisma herdado de S. João de Deus e de S. Bento Menni, mas também de tantos Irmãos e colaboradores que nestes 90 anos souberam deixar-se conduzir pelo Espírito do Senhor na vivência do carisma hospitaleiro atualizando-o a cada momento histórico e deixando-nos a certeza de que também nós o podemos fazer.

Agradeçamos por estes 90 anos da Província, mas sobretudo por tanta vitalidade de Irmãos e colaboradores que antes, durante e hoje vivem a hospitalidade que dá sentido a esta celebração.

Ir. Vitor Lameiras
www.isjd.pt

yoast seo premium free