Facebook | Contactos |
Newsletter
Newsletter

“SÊ TU TODO” – UM CONCERTO NA CASA DE SAÚDE DO TELHAL

“SÊ TU TODO” – UM CONCERTO NA CASA DE SAÚDE DO TELHAL

ANDRÉ FAUSTO & COMPANHEIROS DE AVENTURA, realizaram, no dia 27 de Janeiro, no Auditório da Casa de Saúde do Telhal, um Concerto assente na fusão da música e da poesia popular portuguesa, em ritmos e sonoridades sensitivas que permitiram àqueles que a ele assistiram uma viagem por espaços não físicos e por bonitos estados emotivos.

Abstendo-nos de uma descrição mais pormenorizada do que foi este concerto, deixamos, contudo, o texto insuspeito que Sunil, um flautista nepalês que já correu o mundo, postou no seu Facebook (traduzido do inglês por Fernando d’Oliveira) e que é bem ilustrativo de como também os artistas viveram este momento:

“Ontem acrescentei aquilo que, posso dizer, terá sido uma das mais belas experiências já vividas ao longo de toda minha carreira de músico. Foi fantástico!!!! E não consigo sequer explicá-la por palavras, por mais vezes que tente fazê-lo.

Realizámos um concerto no auditório da Casa de Saúde do Telhal, em Sintra, a cerca de 30 km de Lisboa.

Fizemos este concerto para pessoas fantásticas, que padecem de problemas de saúde mental e que aqui vivem internadas.

No final do concerto encontrámos um incrível ‘Poeta’ que nos recitou de cor alguns poemas da sua mente. Uma mente a soprar poesia…

Um senhor com boa aparência manifestou-nos o seu agrado de uma forma tão genuína: “Serão sempre bem vindos para aqui realizarem concertos”. Dois outros rapazes subiram ao palco para nos cantarem duas canções.

Alguns talvez se perguntem porque é que isso me tocou fundo no coração… e eu apenas vos consigo dizer que, ao longo da minha carreira musical, já toquei para muitos milhares de pessoas “conscientes”, no mundo inteiro, com todos eles partilhei pedaços e momentos grandiosos… Mas este, este meus amigos, foi verdadeiramente especial!!! E a razão foi o estímulo que lhes demos com a nossa música. Aqueles que tantas vezes são rotulados como os que “nada sabem, os que nada são” têm afinal uma profunda consciência de si mesmos.

As suas almas puras brilharam com aquilo o que lhes oferecemos, e as nossas almas brilharam absolutamente na mesma proporção com tudo aquilo que eles nos deram e com a forma profunda como nos tocaram….

Sinto-me verdadeiramente grato a todas estas pessoas por me concederem a oportunidade de partilhar este momento… e de partilhar este momento com todos vós… paz… um momento de amor e luz…”

Sunil

yoast seo premium free