Facebook | Contactos |
Newsletter
Newsletter

Gestão Institucional

Gestão Institucional

Departamentos

Nos termos do Art.º 8 funcionam três Departamentos de apoio à Direcção do Instituto na gestão e organização do mesmo. Cada Departamento, na dependência orgânica de um membro da Direcção, tem competências próprias. Regulamento Geral, Art.º 14.

Departamento Clínico e Técnico-Assistencial

Dr. Vitor Cotovio

Este Departamento tem como função elaborar e propor à Direção do Instituto as linhas orientadoras da Ação Clínica, Assistencial e áreas que pressuponham um serviço técnico, face aos desafios que forem surgindo no âmbito das valências em que a ação do Instituto se expressa, assegurando consonância com os princípios e valores da Ordem Hospitaleira de S. João de Deus.

Departamento Administrativo e Financeiro

Drª. Sónia Ângelo

– Responsabilidade técnica do tratamento contabilístico, fornecendo toda a informação necessária;

– Orientação na elaboração do plano e orçamento anuais, controlar a sua execução e propor à Direcção do Instituto S. João de Deus medidas correctivas para os desvios;

– Implementar e controlar a Central de Compras para todo o Instituto S. João de Deus;

– Proceder a auditorias internas ou supervisionar as externas.

Departamento de Recursos Humanos

Drª. Anabela Rodrigues

– Propor à Direcção do Instituto normas e políticas de Gestão de Recursos Humanos, apoiar tecnicamente e garantir a sua implementação;

– Coordenar a gestão dos Recursos Humanos, apoiar a gestão dos recursos Humanos, nas diferentes vertentes: Recrutamento, Formação, Avaliação de desempenho, gestão técnico-administrativa e Relações Laborais;

– Elaborar orçamentos de encargos com o pessoal, bem como, analisar os indicadores de Gestão de Recursos Humanos.

 

Assessorias

Em apoio à ação do Instituto, e dependentes da sua Direção, funcionam as Assessorias. Regulamento Geral, Art.º 15. Deste modo, funcionam as seguintes Assessorias:

Pastoral da Saúde e Animação

Doutora Susana Queiroga

Sugerir e acompanhar a ação hospitaleira e carismática do Instituto, nas áreas da Pastoral da Saúde e Animação, tendo em conta não só as orientações da Ordem Hospitaleira de S. João de Deus, mas também as normas legais aplicáveis, não contrárias aos princípios daquela.

Equipamentos, Obras e Segurança

Arq. Gonçalo Castelo Branco

Estudar as aplicações e implicações previsíveis, nomeadamente legais, que surjam em relação aos equipamentos; planear, acompanhar e supervisionar novas construções ou reestruturar e remodelar as existentes, bem como as opções de segurança adequadas às instalações cedidas ao Instituto, segundo as normas legais aplicáveis.

Apoio Jurídico e Contencioso

Drª. Filipa Dias

Adequar o estudo das situações jurídicas na esfera da ação do Instituto, com a coordenação de tomadas de decisão nesse âmbito, e o acompanhamento para a solução de casos que requeiram atenção técnico-jurídica especial.

Organização Farmacêutica

Drª. Maria João Monteiro

Assumir a coordenação e a responsabilidade da política de Farmácia do Instituto; articular a sua ação com os responsáveis locais dos depósitos de medicamentos e/ou farmácias dos Estabelecimentos, de acordo com a legislação respetiva; proceder regularmente à prospeção de preços e apresentar propostas para a decisão de aquisição dos produtos.

Assessoria de Enfermagem

Enf. Carlos Manuel Lopes Vieira

Elaborar e propor à Direção do Instituto as linhas orientadoras para o exercício da Enfermagem, face aos desafios que forem surgindo no âmbito de todas e cada uma das valências da ação do Instituto, na medida em que o exercício da Enfermagem seja requerido para o legal funcionamento integral das mesmas, sempre segundo os princípios e valores da Ordem Hospitaleira de S. João de Deus; Elaborar e propor à Direção do Instituto critérios de uniformização em relação à estrutura organizativa e de funcionamento, no âmbito da Enfermagem, de acordo com as especialidades de cada Estabelecimento.

Assessoria de Sistemas de Informação

Dr. Daniel Garcia Duarte

Definir o planeamento estratégico dos Sistemas e Tecnologias de Informação; dar suporte à Sede do Instituto e aos seus Estabelecimentos através do estudo, implementação e manutenção de soluções empresariais de Sistemas de Informação.

Núcleos

Núcleo de Voluntariado

1) Acompanhar o desenvolvimento do modelo de gestão do voluntariado, quer na Sede, quer nos Estabelecimentos;

2) Apoiar a atividade dos Estabelecimentos, em particular a atividade dos responsáveis locais do voluntariado;

3) Propor formação para os voluntários;

4) Representar o voluntariado do ISJD nas estruturas da sociedade civil, sempre que mandatado pela direção do Instituto.

Núcleo de Formação

1) Planear a formação sobre a instituição nos seus princípios e valores e delinear, propor e acompanhar a formação técnica, aos vários níveis, em articulação com o Departamento de Recursos Humanos.

2) Elaborar o plano de formação do Instituto, auditorias internas, e acompanhar a sua implementação a nível local.

3) Garantir a continuidade do Instituto S. João de Deus como entidade formadora acreditada.

 

Gabinetes

Gabinete de Comunicação e Imagem

1) Propor e acompanhar a implementação da política de Comunicação Institucional;

2) Gerir os meios de comunicação do Instituto, de acordo com a política de Comunicação.

Gabinete da Qualidade

Garantir a implementação, manutenção e melhoria contínua da eficácia do Sistema de Gestão da Qualidade do Instituto.

 

Gestão Institucional

Esta Política de Direitos está baseada na Carta dos Direitos Fundamentais da União Europeia, na Convenção Europeia para a Protecção dos Direitos Humanos e Liberdades Fundamentais do Conselho da Europa, e outras convenções internacionais em matéria de direitos humanos, em particular as elaboradas no âmbito das Nações Unidas.
Traduz-se e garante o envolvimento e participação ativa do utente na conceção, desenvolvimento e avaliação dos serviços prestados.

Departamentos

Nos termos do Art.º 8 funcionam três Departamentos de apoio à Direcção do Instituto na gestão e organização do mesmo. Cada Departamento, na dependência orgânica de um membro da Direcção, tem competências próprias. Regulamento Geral, Art.º 13.

Departamento Administrativo e Financeiro

Drª. Sónia Ângelo

– Responsabilidade técnica do tratamento contabilístico, fornecendo toda a informação necessária;

– Orientação na elaboração do plano e orçamento anuais, controlar a sua execução e propor à Direcção do Instituto S. João de Deus medidas correctivas para os desvios;

– Implementar e controlar a Central de Compras para todo o Instituto S. João de Deus;

– Proceder a auditorias internas ou supervisionar as externas.

Departamento de Recursos Humanos

Drª. Anabela Rodrigues

– Propor à Direcção do Instituto normas e políticas de Gestão de Recursos Humanos, apoiar tecnicamente e garantir a sua implementação;

– Coordenar a gestão dos Recursos Humanos, apoiar a gestão dos recursos Humanos, nas diferentes vertentes: Recrutamento, Formação, Avaliação de desempenho, gestão técnico-administrativa e Relações Laborais;

– Elaborar orçamentos de encargos com o pessoal, bem como, analisar os indicadores de Gestão de Recursos Humanos.

Departamento Clínico e Técnico-Assistencial

Dr. Vitor Cotovio
Assessoria de Enfermagem
Enf. Carlos Manuel Lopes Vieira

Este Departamento tem como função elaborar e propor à Direcção do Instituto S. João de Deus as linhas orientadoras da acção clínica e assistencial e de Reabilitação Psicossocial em conformidade com os modelos actuais de intervenção em Psiquiatria e Saúde Mental e de acordo com os Princípios da Ordem Hospitaleira de São João de Deus, que se concretizam nos Planos de Actividades adaptados à realidade de cada centro assistencial.

Assessorias

Em apoio à acção do Instituto, e dependentes da sua Direcção, funcionam as Assessorias. Regulamento Geral, Art.º 14. Deste modo, funcionam as seguintes Assessorias:

Pastoral da Saúde e Animação

– Drª. Susana Queiroga
Planifica, acompanha e pretende fomentar, de uma forma mais estruturada, o trabalho de pastoral de saúde e acção de animação. A centralização deste serviço de pastoral da saúde e animação existe para motivar e coordenar toda a acção desenvolvida, dentro da filosofia e carisma hospitaleiros.

Equipamentos, Obras e Segurança

– Arq. Gonçalo Castelo Branco
Planeamento e acompanhamento das construções com atenção especial para as opções de segurança adequadas às instalações.

Apoio Jurídico e Contencioso

– Drª. Dália Palma
Estudo e parecer das situações jurídicas enquadradas com o objecto do Instituto.

Organização Farmacêutica

– Drª. Maria João Monteiro
Assume a coordenação da política de Farmácia do Instituto e a responsabilidade pelos serviços de Farmácia, bem como pela conservação e distribuição dos medicamentos.

Organograma

Em apoio à acção do Instituto, e dependentes da sua Direcção, funcionam as Assessorias. Regulamento Geral, Art.º 14.

yoast seo premium free